Sistema de Submissão de Resumos, I Encontro de Iniciação Científica - 2011 (ENCERRADO)

Tamanho da fonte: 
Detecção de glicerol em biodiesel utilizando-se eletroquímica em interfaces do tipo biodiesel/eletrólito de suporte
Hugo Suffredini, Etienne Sampaio Oliveira, Marlon C Maynart

Última alteração: 2011-09-08

Resumo


O Biodiesel é uma fonte alternativa de energia que tem sido utilizada em diferentes países, como Alemanha, Itália, Estados Unidos e Brasil, sendo um dos objetivos deste uso o de compor a matriz energética destes países, principalmente devido ao esgotamento dos combustíveis fósseis e como medida de proteção ambiental. O biodiesel é produzido pela reação de transesterificação de diferentes tipos de óleos, que em contato com um catalisador, reagem quimicamente com um álcool (geralmente metanol ou etanol), para produzir ésteres e glicerol como produtos de reação, sendo este último correspondente a 10% da produção total em massa. Alguns dos problemas relacionados à presença de glicerol livre em biodiesel são a redução da viscosidade, do poder calorífico (provocando uma combustão incompleta) e do número de cetanos do biodiesel. O máximo de glicerol livre que pode ser encontrado em biodiesel, segundo a especificação da Agência Nacional de Petróleo, é de 0,02% em massa. Desta forma, a proposta deste trabalho é a de analisar qualitativamente a presença de glicerol livre em biodiesel, utilizando-se técnicas voltamétricas de análise, com a principal finalidade de encontrar uma metodologia que possa ser rápida, pouco dispendiosa e que possibilite estudos analíticos sem a necessidade de complicados procedimentos de pré-tratamento das amostras.