Sistema de Submissão de Resumos, I Encontro de Iniciação Científica - 2011 (ENCERRADO)

Tamanho da fonte: 
Efeito do Raio de Curvatura, do Teor dos Lipídios Ácidos Cardiolipina e Fosfatidilserina e da Presença de Citocromo c na Estabilidade Coloidal e Permeabilidade a Prótons de Lipossomos Miméticos da Membrana Mitocondrial Interna
Catharine de Vita Graves, Cintia Kawai, Ana Maria Carmona Ribeiro, Iseli Lourenço Nantes

Última alteração: 2011-09-09

Resumo


A interação entre o citocromo c e membranas que mimetizam a membrana mitocondrial interna é um importante estudo, pois o desligamento desta hemoproteína da membrana mitocondrial interna desencadeia a cascata apoptótica. Por meio de estudos de fusão de vesículas foi determinado que citocromo c possui em sua estrutura dois sítios eletrostáticos básicos, em posições opostas, permitindo que catalise o processo de fusão de vesículas contendo lipídios ácidos como cardiolipina e fosfatidilserina.

Nesse estudo foi investigado o efeito do raio de curvatura, do teor dos lipídios ácidos cardiolipina e fosfatidilserina e de citocromo c na estabilidade coloidal de lipossomos miméticos da membrana mitocondrial interna.

Lipossomos de PCPECL e PCPEPS foram feitos por extrusão e a fusão monitorada por aumento de turbidez em 480 nm. Defeitos hidrofóbicos na membrana foram analisados por fluorescência da merocianina. A ligação de citocromo c nas membranas foi monitorada pela supressão de fluorescência do lipídio fluorescente PPDPC composto por fosfatidilcolina ligada em pireno.

A fusão de vesículas de PCPECL, promovida pela interação de citocromo c foi favorecida na faixa de concentração de cardiolipina entre 10-20 mol %. A faixa de 10-20 mol % de CL corresponde ao encontrado na membrana interna e externa da mitocôndria, refletindo assim a perfeita composição lipídica desta membrana. O desfavorecimento da fusão de vesículas em concentrações de CL maiores do que 20% está ligada a novos estados de membrana induzidos pela maior quantidade de CL e mudanças na quantidade de PE. A CL induz um comportamento muito peculiar que não é observado para PS em alguns aspectos. Lipossomos com menor diâmetro (0.05 - 0.1 micrometro) favorecem o processo de fusão de vesículas, enquanto que, vesículas maiores (0.4 - 1.0 micrometro), o processo é desfavorecido.

A fusão de vesículas de PCPECL é finamente modulada pela composição lipídica quanto a qualidade e a quantidade de seus componentes. A fusão depende também da orientação da molécula de citocromo c na superfície e alterações do estado estrutural da membrana podem desfavorecer a fusão a despeito da ligação de citocromo c e da presença de defeitos hidrofóbicos na mesma.