Sistema de Submissão de Resumos, I Encontro de Iniciação Científica - 2011 (ENCERRADO)

Tamanho da fonte: 
Estudo do Conteúdo Total de Elétrons (TEC) na ionosfera nos períodos de alta e baixa atividade solar através da comparação dos modelos IRI e IONEX.
Claudia Celeste Celestino, Samir Vaz da Rocha

Última alteração: 2011-09-10

Resumo


Introdução: Ao atravessar a atmosfera terrestre, o sinal sofre desvio devido à refração ionosférica, causado principalmente pelo conteúdo total de elétrons (TEC - Total Eletronic Content), retardando sua propagação, e como conseqüência, apresenta erro no receptor. O comportamento de TEC depende do horário do dia e da atividade solar entre outros fatores. Na região brasileira o valor de TEC depende também da anomalia equatorial. Assim um modelo que considere o efeito desta anomalia equatorial é de grande relevância para se obter o valor de TEC mais adequado a localização do Brasil. Para tanto, dois modelos encontrados na internet foram usados nos testes, modelo IRI e IONEX. Objetivos: avaliar o modelo do valor de TEC que melhor se adapte a situação brasileira e validar o protótipo em linguagem FORTRAN que foi desenvolvido para obter o valor de TEC utilizando o modelo IONEX para qualquer tempo, latitude e longitude. Metodologia: Foram utilizados dados do ano de 2001, alta atividade solar, e do ano de 2009, baixa atividade solar, e coordenadas das cidades de São Paulo, Rio Branco, Porto Alegre, Brasília, Natal, Macapá, Ushuaia e Québec para se obter e testar os valores de TEC a partir do modelo IRI e IONEX. Resultados: Através de testes, considerando algumas cidades localizadas no Brasil, verificou-se que em alta atividade solar, ano de 2001, os valores obtidos através do IONEX foram cerca de duas vezes a aqueles obtidos pelo IRI, enquanto em baixa atividade solar, ano de 2009, os valores foram próximos. Como o Brasil está localizado em uma região de anomalia equatorial e o modelo IONEX considera este fato, concluiu-se que o modelo que mais se aproximam da realidade brasileira é o IONEX. Testes exaustivos foram feitos utilizando o protótipo em linguagem FORTRAN para obtenção dos valores de TEC considerando o mapa do IONEX e em todos os testes os valores encontrados estavam coerentes aos valores tabelados. Para a obtenção dos valores de TEC foi feita uma interpolação linear. Algumas conclusões previstas na literatura também foram investigadas, como por exemplo, o horário do ponto de máximo que ocorreu em aproximadamente 18 UT , mínimo absoluto que ocorreu as 8 UT e a dependência do valor de TEC com as estações do ano, que em um ano os maiores valores de TEC ocorreram em épocas de equinócio e os menores no solstício.