Sistema de Submissão de Resumos, I Encontro de Iniciação Científica - 2011 (ENCERRADO)

Tamanho da fonte: 
Expressão de isoformas de NOS (sintases de óxido nítrico) durante o desenvolvimento da retina
Lais Takata Walter, Alexandre Kihara

Última alteração: 2011-09-11

Resumo


O óxido nítrico em seu estado puro, em condições normais de temperatura e pressão é um gás incolor e estável. Esta substância está associada a diversos processos fisiológicos e patológicos do sistema nervoso, em concentrações moderadas pode promover neuroproteção, inibindo a apoptose, porém, em altas concentrações pode causar stress nitrosativo e/ou oxidativo decorrentes de sua interação com espécies nitradas e oxigenadas. Sua produção fisiológica se dá por uma proteína chamada óxido nítrico sintase (NOS), que possui três isoformas: iNOS, nNOS e eNOS. Embora muito parecidas estruturalmente, estas enzimas possuem propriedades de expressão bastante diferenciadas. A isoformas iNOS aparece mais ativamente em processos inflamatórios, enquanto a nNOS só aparece no sistema nervoso e a eNOS aparece no epitélio, promovendo a vasodilatação dos vasos. Por conta destas diferenças, as isoformas parecem desempenhar papéis diferentes no organismo, inclusive durante o desenvolvimento. A fim de averiguar essas diferenças, este estudo propôs a análise das diferentes isoformas durante o desenvolvimento do sistema nervoso, utilizando como modelo a retina de rato. Como resultado, encontramos diferentes padrões de expressão das isoformas para animais da mesma idade e diferentes concentrações de cada enzima quando analisadas em idades diferentes. Estes resultados sugerem um papel importante durante o desenvolvimento do sistema nervoso, o passo seguinte seria averiguar se essas diferenças são importantes para os processos de proliferação, migração ou diferenciação celular.