Sistema de Submissão de Resumos, I Encontro de Iniciação Científica - 2011 (ENCERRADO)

Tamanho da fonte: 
EFEITO DA INSUFICIÊNCIA RENAL AGUDA NO PADRÃO GLOBAL DE EXPRESSÃO DE GENES DO TECIDO CARDÍACO.
Karina Kaori Nakama, Marcela Sorelli Carneiro-Ramos

Última alteração: 2011-09-13

Resumo


Introdução: Pacientes acometidos por insuficiência renal apresentam maior propensão em desenvolver doenças cardiovasculares, que agravam a saúde do paciente e podem levá-lo a óbito. A insuficiência renal isquêmica é caracterizada como uma doença inflamatória que pode afetar outros órgãos, como o coração, que responde ao estímulo sofrendo um remodelamento tecidual, que pode evoluir para uma hipertrofia cardíaca.

Objetivo: Verificar as alterações na expressão de genes do tecido cardíaco hipertrofiado mediante um quadro inflamatório ocasionado pela insuficiência renal, utilizando a tecnologia do microarray.

Metodologia: Camundongos C57BL/6 machos jovens foram utilizados como modelos animais de isquemia induzida por oclusão unilateral do pedículo renal esquerdo durante 60 minutos, seguido de reperfusão por 5, 8, 15 e 20 dias. O RNA total do coração dos animais foi extraído, purificado e foram sintetizados o cDNA e cRNA marcado com biotina. As análises foram realizadas utilizando-se chips GeneChip Mouse Genome 430 2.0 Array (Affimetrix) contendo 45.000 genes de camundongos. Foi utilizado o software dCHIP (DNA Chip Analyzer) para normalizar os dados em relação ao grupo controle e separar genes que apresentaram 20% de aumento ou diminuição da intensidade das probes em relação às probes do grupo controle. Posteriormente, utilizou-se o software GenMAPP para agrupar os genes selecionados em vias de sinalização, a análise foi feita novamente com o critério de genes 20% up ou down regulados. Após a análise de expressão global, foram selecionados três genes altamente regulados: H2-Oa, Crtam e Ifnz, que estão presentes nas principais vias relacionadas à resposta inflamatória e que foram altamente moduladas. Os genes foram validados através de PCR em tempo real.

Resultados: Os resultados das análises indicaram 17.413 genes up regulados e 18.297 genes down regulados em pelo menos um dos grupos teste e verificou-se que 405 vias foram up reguladas e 300 vias foram down reguladas. E os genes selecionados, devido a sua alta expressão, H2-Oa, Crtam e Ifnz, foram validados por PCR - real time e indicaram picos de expressão entre 12 e 15 dias reperfusão pós-cirúrgica, seguida de uma queda de expressão.

Conclusão: A validação dos genes H2-Oa, Crtam e Ifnz, indicam  que estes genes podem estar relacionados ao desenvolvimento ou progressão da patologia, entretanto, ainda é necessário mais conhecimento sobre esses genes para tentar compreender os mecanismos da doença.