Sistema de Submissão de Resumos, I Encontro de Iniciação Científica - 2011 (ENCERRADO)

Tamanho da fonte: 
Ambiente de Desenvolvimento de Software Semântico usando o padrão MVC
Francisco de Assis Zampirolli, Felipe Pereira Souza

Última alteração: 2011-09-15

Resumo


Introdução
Um Ambiente de Desenvolvimento de Software (ADS) é um conjunto de ferramentas de Engenharia de Software integradas que apoia todo o ciclo de vida do desenvolvimento de um software. Ontologias podem ser usadas num ADS para estruturar e facilitar a troca de informações durante o desenvolvimento de um software. Uma ontologia é uma forma de representar conceitos e relações de um determinado domínio, através da definição de um vocabulário e um conjunto de axiomas, de forma que a interpretação do software a ser desenvolvido seja restringida.

Objetivo
Desenvolver um ADS Semântico (ADSS) para criar e manipular uma base de dados em XML onde o conteúdo representa a descrição de todo o sistema a ser desenvolvido. O ADSS tem como objetivo facilitar e otimizar o desenvolvimento de software a partir da definição do contexto do sistema, gerando artefatos e código.                                                                     

Metodologia
A ontologia gerada em XML classifica dentro de um contexto dois tipos de categorias: entidades e relacionamentos. As entidades se relacionam entre si por meio de relacionamentos. Esta ontologia é gerada a partir de um contexto de um sistema a ser desenvolvido, mas fazer isso manualmente daria trabalho. Por este motivo foi criada uma aplicação em Java para gerar esta ontologia e alguns diagramas UML, seguindo o conceito MDA, ou seja, migrar entre modelos de forma automática.

Resultado
Foi desenvolvido um ADSS onde o usuário descreve o funcionamento de um sistema a ser desenvolvido. O usuário também define entidades e relacionamentos, gerando um arquivo XML. Assim, o usuário pode gerar um grafo pressionando um botão, armazenado em outro arquivo XML, seguindo o padrão definido pela ferramenta Prefuse. O usuário pode gerar um terceiro arquivo XML (seguindo o padrão XMI) para visualizar um Diagrama de Classe na ferramenta ArgoUML e também gerar código na linguagem Java usando o próprio ADSS, definindo assim a camada Model da arquitetura MVC. Um processo semelhante é feito para gerar Diagramas de Sequências, onde cada diagrama gera uma classe de controle, definindo a camada Control da arquitetura MVC.

Conclusão
O ADSS traz benefícios para o engenheiro de software. Entre eles: reutilização de código, diminuição nos custos e no tempo de desenvolvimento através da geração automática de código.  Além disso, permite um maior controle no levantamento de requisitos, garante a elaboração de modelos e diagramas e facilita a visualização do sistema nas etapas iniciais do desenvolvimento, podendo assim trazer maior qualidade ao produto final.