Sistema de Submissão de Resumos, I Encontro de Iniciação Científica - 2011 (ENCERRADO)

Tamanho da fonte: 
Surpresa: Psicofisiologia e Psicofísica.
Karin Moreira Santos, Peter Maurice Erna Claessens

Última alteração: 2011-09-19

Resumo


Introdução:

Surpresa é uma sensação subjetiva relacionada a respostas do sistema nervoso autônomo a informação não-esperada. Para investigar os determinantes da surpresa, é necessário medí-la com métodos subjetivos, como escalas de autorrelato, e também com métodos objetivos, como a intensidade medida da resposta fisiológica.

Objetivos:

(1) Provocar a sensação de surpresa em voluntários humanos através de imagens visuais, com registro psicofisiológico concomitante;

(2) Comparar a resposta fisiológica de surpresa com reações autônomas a dimensões da emoção.

Metodologia:

Foram selecionados 27 estímulos visuais do International Affective Picture System (IAPS) a partir dos dados normativos correspondentes, amostrados segundo três dimensões: valência, alerta e dominância. Foram avaliadas as respostas de condutância da pele e batimentos cardíacos em uma amostra de 28 indivíduos. A sequência de estímulos era a permutação de duas apresentações de cada das imagens selecionadas; a última imagem consistia de uma fotografia neutra invertida, apresentada com o intuito de provocar surpresa. As imagens foram avaliadas pelos voluntários nas três dimensões emotivas através de um SAM - Self-Assesment Manekin.

Resultados:

Existe uma forte correlação (r=0.49, p<.0005) entre a área delimatada pela resposta transiente da condutância da pele e a alerta relatada para os estímulos, e correlações mais fracas com as outras dimensões. Um teste-t não indicou significância estatística da diferença na resposta galvânica ao estímulo surpreendente versus o estímulo neutro.

Conclusão:

É possível induzir uma resposta emotiva com estímulos visuais, que principalmente afetam a condutância da pele através da dimensão alerta. No entanto, utilizando este paradigma, não encontramos modulação de condutância pelo estímulo com inversão não esperada.