Sistema de Submissão de Resumos, I Encontro de Iniciação Científica - 2011 (ENCERRADO)

Tamanho da fonte: 
Os preceitos metodológicos e a ciência de Descartes
Paulo Tadeu da Silva, Paluana Curvelo Luquiari

Última alteração: 2011-09-08

Resumo


Introdução

Descartes é uma referência central da revolução científica ocorrida no século XVII, seja por suas contribuições para a filosofia natural seja por sua importância para o nascimento da filosofia moderna. O Discurso do método é uma de suas obras que mereceu grande atenção da comunidade científica e acadêmica, tendo em vista seus aspectos filosóficos e científicos. Nossa pesquisa visou recuperar alguns desses aspectos.

Objetivos

1. Investigar e analisar a concepção de método proposta por Descartes no Discurso do método, mostrando sua relação com o ideal de certeza defendido pelo autor.

2. Investigar e analisar a concepção de filosofia natural presente no Discurso do método, mostrando sua relação com os preceitos metodológicos sustentados pelo autor, bem como com a sua concepção de conhecimento científico.

3. Realizar um estudo introdutório sobre o pensamento cartesiano capaz de fornecer elementos gerais para futuros estudos.

Metodologia

Leitura e análise de textos e documentos filosóficos. Além do Discurso do método, foram levantados textos complementares, como outros livros de Descartes e livros de comentadores do autor.

Resultados

Descartes desenvolveu um método tendo em vista a obtenção de um conhecimento certo e seguro. Tal método tem como uma de suas características centrais a dúvida metódica, ou seja, a exigência de aceitar como conhecimento somente aquilo que se mostrar indubitável. Nessa perspectiva, a exigência de clareza e distinção marca justamente aquilo que o autor toma como conhecimento certo e seguro. É ainda em virtude desse ideal de certeza que podemos notar a importância do método para Descartes, como atesta o título de sua obra mais conhecida: Discurso do método: para bem conduzir a própria razão e procurar a verdade nas ciências. No campo da filosofia natural, notamos a vinculação do autor com o projeto mecanicista e com o ideal de matematização da natureza. O que pode ser percebido não somente nos ensaios que acompanham o Discurso do método, mas também em uma de suas últimas obras, Os Princípios de filosofia, na qual encontramos aspectos relacionados com a física, a mecânica e a cosmologia.

Conclusão

Nossa pesquisa permitiu perceber a forte vinculação entre três componentes fundamentais do pensamento cartesiano: o método, o mecanicismo e o ideal de matematização dos fenômenos naturais. Tais aspectos demonstram claramente a importância do autor no cenário científico e filosófico do século XVII.